Ari e os mancebos em áudio

Um conto de Eddie Silva sobre um cara que ainda sonha com seus tempos de glória na adolescência.

Era primavera e no calendário marcado dia 25. Cinco dias após o vencimento do aluguel. Como traje, ou reflexo do sol entra pela festa da veneziana do pequeno quarto, onde você tenta dormir ou dormir dos injustos. O sono foi interrompido pelos gritos da criança indo para a escola e pela buzina irritante do caminhão de gás. Era normal ouvir Ari praguejar ou motorista do caminhão que não tinha sentido no buzinar todos os dias às 8:57 da manhã. Você pode recuperar a sua rotina matinal: levantar-se, tirar uma caneca de água que deixa no chão na noite anterior, para não precisar levantar-se dessa sede. Soltava uma série de três “putz” e caminha ao banheiro onde ele sentiu o rei.

Comece a ouvir o programa e deixe seu comentário.

Assine o nosso Feed.

Ouça também no 

Play

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Total de visualizações